quarta-feira, 5 de março de 2014

Pudim cracker com doce de amora

Bom dia!

Voltando às receitas açorianas hoje trago-vos uma sobremesa que é bem conhecida por cá: o pudim cracker. É muito simples de fazer e delicioso, com a vantagem de se poder comer quase sem culpa uma vez que não é adicionado nenhum tipo de açúcar na sua confecção!



A ideia deste pudim é simples: pudim, bolacha crackers e doce que tenha pedaços de fruta inteiros. Mas na verdade quando me falaram dele confesso que torci um pouco o nariz... um doce com bolachas crackers que não leva açúcar? Só vendo!



A receita foi inspirada numa receita da Neide, que sempre me falou deste doce e que acabava por levar para o trabalho sempre que eu lá não estava! Já lá vão 4 anos de conversas sobre este doce, em que assim que se apercebia que eu ainda não tinha provado me dava a receita de boca e me dizia que ia valer a pena a experiência... E lá acabava a dita da receita no baú das receitas para fazer à espera da sua oportunidade para brilhar.



E com a minha intenção de fazer e dar a conhecer receitas de cá chega finalmente à luz do dia este docinho simples e bem delicioso. Assim que vi o maravilhoso Doce de Amora da Azores Gourmet, que leva amoras inteiras, logo me lembrei da Neide a dizer que este pudim no fim tinha de levar um doce de qualidade com pedaços inteiros de fruta, logo esta receita não poderia escapar.



Em relação ao pudim Jell-o, que acredito que não haja muita gente que o conheça, trata-se de um saqueta de pudim instantâneo que é feito com a simples adição de leite, natas ou ambos e a ajuda de uma batedeira! É um produto que encontro por cá em qualquer supermercado, mas sei que no continente não é assim tão fácil... Talvez em lojas especializadas americanas? Digam-me depois!



Ingredientes:

6 a 8 bolachas cracker integrais
1 saqueta de jell-o de baunilha
200 ml de natas light para montar
200 ml de leite magro
Doce de Amora Azores Gourmet 
manteiga para untar



Coloque num recipiente as natas, o leite e o jell-o e bata durante 2 minutos até obter uma consistência firme (tipo chantily). Numa forma de fundo amovível de bolo inglês unte a lateral com manteiga e coloque no fundo um pouco do pudim espalhando bem. Parta 3 ou 4 bolachas em pedaços pequenos e espalhe por cima do pudim, volte a colocar uma camada de pudim, uma de bolacha e no fim novamente o pudim. Leve ao frigorífico algumas horas (eu deixei de um dia para o outro) tapado com película aderente. Na hora de servir cubra com o doce de amora e retire o doce da forma.


Espero que gostem,
Beijinhos,
Su

12 comentários:

  1. Susana, adoro o sabor um pouco salgado da bolacha cracker com o docinho de amora, esse pudim não encontro por aqui, pelo menos dessa marca, mas há outras marcas no mercado. Adorei essa sobremesa, com certeza ficou bem levinha e muito saborosa. Gostei muito. Beijinhos, ótima semana

    ResponderEliminar
  2. Que rico y que sencillo de preparar, besos
    Sofía

    ResponderEliminar
  3. Depois do abade de priscos de ontem preciso mesmo de pensar em sobremesas sem açucar!
    Bom aspeto!

    ResponderEliminar
  4. Mas que tentação minha amiga, deve ser tão crocante, bjokitas

    ResponderEliminar
  5. muito bom a avaliar pelo aspecto...
    bjos
    htpp: //bolinhosdoces.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. que maravilha amiga perfeito adoro amoras bjus doces e boa semana

    ResponderEliminar
  7. Desconhecia este pudim, mas parece realmente bom!! :)

    ResponderEliminar
  8. Não conhecia! Mas tem bom aspeto :)
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Ficou lindo e deve ser tão bom!!!
    Adorei
    bj

    ResponderEliminar
  10. Olá....
    Que aspecto estrondoso e fenomenal :)..... Adoro :)..... Vou tirar para mim :D....
    Beijocas
    Leonor

    http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. Não conhecia esta sobremesa, mas ficou com óptimo aspecto! E se não tem açúcar adicionado melhor :)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  12. Fiquei super curiosa com este bolo, pois o aspecto é fabuloso!!
    Beijinhos,
    Lia.

    ResponderEliminar